HISTÓRIA DE GRAVATÁ

 GRAVATÁ – PERNAMBUCO

História

O município de Gravatá teve origens numa fazenda, em 1808, pertencente a José Justino Carreiro de Miranda, local esse que servia como hospedagem para os viajantes que iam comercializar o açúcar e a carne bovina, principais produtos da época, que eram levados em embarcações do Recife até o interior para as cidades de Caruaru, Pesqueira, Arcoverde, entre outras cidades do agreste e sertão pernambucanos. Como a navegação pelo rio Ipojuca era difícil, os comerciantes eram obrigados a fazer paradas estratégicas para evitar também que o gado perdesse peso.

(…)

Em 13 de junho de 1884, a sede do município foi elevada à categoria de cidade (Lei Provincial nº 1.805), porém sua emancipação política só veio a ocorrer após a Proclamação da República, pela Lei Orgânica dos Município, de 15 de março de 1893, quando a cidade adquiriu sua autonomia municipal e elegeu o seu primeiro prefeito, Antônio Avelino do Rego Barros.

FONTE: WIKIPEDIA

Este ano de 2021, Gravatá está fazendo 128 anos

 

Obs.: Agradeço à professora Cibele Carvalho que inspirou essas atividades.
Use com sabedoria!
Professora Etiene

 

Professora Etiene

Professora Etiene

Sou Érica Etiene, professora de rede pública, especialista em Psicopedagogia. Por aqui, compartilho um pouco das minhas vivências. Seja sempre bem-vindo!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Professora Etiene

Sou Érica Etiene, professora de rede pública, especialista em Psicopedagogia. Por aqui, compartilho um pouco das minhas vivências. Seja sempre bem-vindo!

Buscar

Últimos Posts